Cera no ouvido (cerume): o que é, importância e como limpar

Apesar de muitas pessoas considerarem como algo anti-higiênico, essa substância desempenha papéis cruciais para a segurança do nosso organismo

Mariana Pimentel em Tempo de leitura: 5 minutos
Cera no ouvido (cerume): o que é, importância e como limpar

A cera de ouvido (ou cerume) é uma forma de proteção natural que temos, mas quando em excesso, pode ocluir totalmente o conduto auditivo externo (canal que leva o som do meio externo até o tímpano) e diminuir a audição do paciente. Algumas dúvidas são recorrentes de como proceder, principalmente em relação à higiene, são comuns.

O hábito de passar hastes flexíveis (o tal cotonete) com o intuito de retirar a cera é comum entre os brasileiros. Mas será que isso é o certo? Será que o excesso de cera é realmente prejudicial? Será que o uso do “cotonete” é recomendado pelos otorrinolaringologistas?

Neste nosso artigo iremos abordar o assunto, desde o papel fisiológico desempenhado pelo cerume, sua importância, como deve ser feito a limpeza do excesso e muito mais.

O que é e como se forma a cera nos ouvidos?

O cerume é uma substância produzida pelo próprio organismo na parte externa do sistema auditivo, mais precisamente entre o tímpano e a orelha. As glândulas presentes nessa região, conhecidas como ceruminosas e sebáceas, são as encarregadas de fabricar sebo e gordura. Quando essas substâncias se juntam a outras presentes na região, como a própria sujeira, temos a formação da cera no ouvido.

Função e importância da cera no ouvido

Apesar de muitas pessoas considerarem a cera no ouvido como algo anti-higiênico, essa substância desempenha papéis cruciais para a segurança do nosso organismo. Primeiramente, atua como uma barreira protetora, impedindo a entrada de microrganismos indesejados no canal auditivo. Sem essa defesa, há um aumento significativo no risco de desenvolver infecções, como a otite.. Abaixo podemos listar as seguintes funções do cerume:

  1. Proteção contra corpos estranhos: a cera age como uma barreira natural, impedindo que poeira, sujeira, insetos e outros corpos estranhos entrem no canal auditivo. Essa função protetora ajuda a prevenir danos e irritações.
  2. Impermeabilização: ela é responsável pela impermeabilização do canal auditivo, evitando que a água entre profundamente no ouvido. Isso é crucial para prevenir infecções relacionadas à umidade.
  3. Autolimpeza: possui propriedades autolimpantes, o que significa que ela se move gradualmente para fora do ouvido, carregando consigo partículas de sujeira e células mortas da pele. Esse processo natural ajuda a manter o canal auditivo limpo.
  4. Proteção antimicrobiana: a cera contém substâncias que possuem propriedades antimicrobianas, inibindo o crescimento de fungos e bactérias. Isso contribui para manter o ouvido livre de infecções.
  5. Manutenção da umidade: ajuda a manter a umidade adequada no canal auditivo. A preservação dessa umidade é essencial para o bom funcionamento das estruturas auditivas.
👀 Leia também   Ouvido tampado: o que pode ser? causas mais comuns

O cerume está diretamente relacionado a saúde auditiva, agindo como uma primeira linha de defesa contra agentes invasores prejudiciais. É importante notar que, embora a cera seja benéfica em muitos aspectos, o acúmulo excessivo pode levar a obstruções e, eventualmente, causar problemas auditivos. Em casos de acúmulo significativo de cerume, é recomendável procurar a orientação de um profissional de saúde auditiva para a remoção adequada, evitando danos ao ouvido.

O excesso de cera é prejudicial?

Embora o cerume desempenhe um papel crucial na proteção do canal auditivo, o excesso dele pode, em alguns casos, tornar-se prejudicial à saúde auditiva. Na maioria das vezes, essa condição passa despercebida e não representa riscos significativos.

Em situações excepcionais, o acúmulo excessivo de cerume pode desencadear sintomas desconfortáveis, como perda de audição, coceira, sensação de ouvido tapado, zumbido, otites, dores, entre outros. Caso algum desses sintomas ocorra, é aconselhável buscar atendimento médico para uma avaliação adequada. Se necessário, a remoção da cera deve ser realizada de forma cuidadosa pelo otorrinolaringologista.

Como realizar a limpeza dos ouvidos corretamente?

Usar haste flexível (cotonete) é recomendado?

Como vimos, a utilização da haste flexível não é recomendado pelos otorrinolaringologistas pois podem empurrar a cera mais para dentro e causar lesões. Para evitar que isso aconteça, o ouvido deve ser limpo apenas em sua parte externa, ou seja, nos lugares em que conseguimos enxergar. Não é recomendado introduzir o cotonete dentro do canal auditivo.

Uma forma mais adequada de manter a higiene do local é utilizar as pontas de toalhas para secar e retirar a cera no ouvido ou qualquer substância que esteja na parte mais de fora. Aquelas pessoas que têm acúmulo de cera necessitam consultar o médico para que ele faça a remoção de forma segura.

👀 Leia também   Aparelhos auditivos: como funciona, para quem serve, tipos e funções
Retirada de cera do ouvido com pinça

Se o acúmulo de cera estiver fora do controle a remoção deve ser feita por um profissional da saúde, em geral os otorrinolaringologistas.

Realize avaliações da audição, evitando o uso interno dos cotonetes e fique atento a qualquer sinal de excesso de cera.


Aqui na Essencial Aparelhos Auditivos, somos referência em saúde e tecnologia auditiva, além de oferecer informações para você que busca conteúdos informacionais. Nossa missão vai além de oferecer aparelhos auditivos; buscamos promover a conscientização e a importância da saúde auditiva para uma qualidade de vida e convívio melhor.

Esse site trabalha com cookies 🍪 para melhorar as informações e a navegação dos nossos usuários, mas não armazena nenhum tipo de informação pessoal.