Perda auditiva agrava o risco de quedas principalmente em idosos

Perda auditiva agrava o risco de quedas principalmente em idosos

Reconhecer a ligação entre perda auditiva e quedas é o primeiro passo para prevenir acidentes e promover uma vida ativa e saudável para nossos idosos.

Mariana Pimentel em Tempo de leitura: 3 minutos
Perda auditiva agrava o risco de quedas principalmente em idosos

A perda de audição não apenas interfere na comunicação e interação social, mas também representa uma ameaça séria à segurança pessoal. Indivíduos com dificuldades auditivas enfrentam um risco significativamente maior de quedas, que podem resultar em lesões graves, incluindo lesões cerebrais traumáticas.

Este artigo explora a conexão entre perda auditiva e o risco de quedas, oferecendo orientações para evitar acidentes prejudiciais.

Por que a perda de audição aumenta a chance de quedas?

Em termos gerais, qualquer queda representa um perigo para a saúde e o bem-estar, não apenas devido aos danos físicos imediatos, mas também devido ao potencial trauma cerebral, mesmo em quedas que parecem insignificantes inicialmente. A perda de audição amplifica esse risco, aumentando a probabilidade de quedas que resultam em fraturas e hospitalizações. Idosos, em particular, estão em maior risco de fraturas cranianas e ósseas após quedas, enfrentando não apenas o desafio físico, mas também o ônus emocional associado ao medo de quedas e à perda de independência.

Entendendo a relação entre perda auditiva e risco de quedas

A relação entre perda auditiva e risco de quedas é sustentada por evidências científicas, indicando que mesmo uma perda auditiva leve triplica as chances de quedas em comparação com pessoas sem problemas auditivos. Além disso, a cada aumento de 10dB na perda auditiva, o risco de queda aumenta em 1,4, tornando as perdas auditivas mais significativas um fator agravante. A dificuldade em perceber sons ambientais e o esforço extra exigido pelo cérebro para manter o equilíbrio, processar sons e compensar a perda auditiva contribuem para esse risco elevado de quedas.

Prevenção e Intervenção

Felizmente, medidas preventivas podem reduzir significativamente o risco de quedas entre idosos. Isso inclui a prática regular de exercícios, o monitoramento cuidadoso de medicamentos que possam causar tonturas e a realização de avaliações auditivas periódicas. Além disso, o uso de aparelhos auditivos pode desempenhar um papel crucial na redução do risco de quedas, proporcionando maior consciência do ambiente e contribuindo para o equilíbrio e a estabilidade. Ao melhorar a audição, os aparelhos auditivos também ajudam a aliviar a sobrecarga cerebral associada à perda auditiva, ao mesmo tempo em que permitem a detecção de sons sutis e sua direção, reduzindo assim o risco de quedas decorrentes de colisões ou tropeços inesperados.

👀 Leia também   Benefícios da alimentação equilibrada na prevenção da perda de audição

Conheça a Essencial Aparelhos Auditivos

Essencial Aparelhos Auditivos é uma empresa especializada e altamente reconhecida na área de soluções auditivas. Oferecemos uma gama diversificada de aparelhos auditivos modernos e personalizados, projetados para atender às necessidades específicas de cada cliente.

Esse site trabalha com cookies 🍪 para melhorar as informações e a navegação dos nossos usuários, mas não armazena nenhum tipo de informação pessoal.